Como usar o Google Analytics para medir os resultados das estratégias de Marketing Digital

Você sabe como usar o Google Analytics?

O Google Analytics é um dos grandes serviços da gigante Google que, além de ser uma ótima ferramenta, é gratuito.

Com o Analytics, é possível monitorar no detalhe as visitas recebidas pelo seu blog ou site. Com isso, você passa a ter a informação de quantos visitantes sua página recebeu, quais foram os conteúdos mais acessados, de quais sites eles foram acessados, de qual parte do mundo os visitantes são, e muito, muito mais!

Hoje vamos apresentar para você 5 dicas excelentes de como utilizar essa ferramenta para medir de forma consistente os resultados das suas estratégias de Marketing Digital. Não tem como perder, não é mesmo? 😊

O que é o Google Analytics?

m-tricas-google-anlytics

Antes de conferir as dicas de como usar o Google Analytics de forma eficiente, é importante compreender o que é esse serviço.

O Google Anlytics é uma plataforma de análise de dados que, a partir da instalação de um código nas páginas do site, coleta e faz uma leitura inteligente de dados e informações dos usuários. A partir dessa leitura, a ferramenta emite relatórios ricos.

Com o Analytics, você pode obter informações interessantíssimas para fortalecer suas estratégias de Marketing Digital, como o tempo que um visitante passa no site, por quais páginas ele navegou e qual foi o meio que o levou até o seu site.

Ou seja, com esses relatórios você passa a ter informações ricas sobre as pessoas interessadas na sua empresa ou nos conteúdos que você produz, o que pode contribuir no estabelecimento da sua persona e fazer com que suas estratégias sejam cada vez mais assertivas!

Principais Métricas

como-usar-o-google-analytics
Agora que você entendeu o que é o Google Analytics, confira quais são as principais métricas da ferramenta (e possivelmente as que você vai usar com mais frequência!):

  • Sessões: é o tempo que o visitante ficou ativo em um site. A métrica equivale às visitas no período selecionado, já que o Analytics desconsidera aqueles visitantes que abrem e fecham a página sem interagir.
  • Usuários: refere-se ao número de visitantes únicos no site em determinado período. Assim, se uma mesma pessoa acessou o site 10 vezes ao longo do mês, a métrica a indica como 1 usuário.
  • Taxa de Rejeição: revela a porcentagem de visitantes que abriram a página, mas que não interagiram com ela. Se essa taxa for alta, considere melhorar a experiência do usuário do site ou aprimorar os conteúdos.
  • Páginas por sessão: mostra o número médio de páginas que o usuário navegou durante uma sessão.
  • Duração média da sessão: mostra quanto tempo cada visitante permanece ativo em seu site.

Como usar o Google Analytics?

google-analytics
A seguir mostraremos 5 dicas de como aproveitar ao máximo essa ferramenta incrível. Confira:

Dica #1: Aprenda a usar o Google Analytics

Não adianta: você pode ter a melhor ferramenta do mundo em suas mãos, mas se não souber usá-la perderá grandes oportunidades de aprimorar o seu negócio.

Algumas plataformas de blog, como o blogger, já oferecem uma demonstração básica de indicadores, mas não são suficientes para quem quer analisar com profundidade o seu público.

O Analytics deve ser instalado e devidamente configurado. Por mais óbvio que isso pode parecer, há inúmeras empresas que não realizam a configuração adequada e acabam gerando dados inconsistentes, insuficientes e imprecisos.

Dessa forma, estude detalhadamente como instalar e configurar o serviço, para que ele seja aproveitado ao máximo!

Dica #2: Integre o Analytics com o Google Webmaster Tools e o Google Adwords

Essa integração é importante para que seja possível obter informações mais completas sobre o comportamento dos usuários. Com esse ajuste, você conseguirá saber a partir do Analytics a quantidade de impressões e cliques por landing pages e palavras chave do seu site dentro da ferramenta de buscas.

A integração com o Adwords também é imprescindível para que seja realizado o devido monitoramento. Assim a empresa não fica tão suscetível às flutuações do mercado e passa a ter uma renda mais consistente.

Dica #3: Contabilize as conversões

Se você quer saber mais sobre a efetividade do seu site, essa deve ser uma tarefa constante. Por mais que as equipes que lidam com o e-commerce utilizem o recurso do funil de conversões para tomar decisões sobre o negócio, há outras conversões que devem ser mensuradas.

Alguns exemplos são os contatos, downloads de materiais disponíveis, simuladores, leads, entre outros.

Dica #4: Cuidado com o tráfego interno

Tome cuidado com o tráfego interno, pois ele pode contaminar suas métricas. É muito comum que os próprios colaboradores da empresa utilizem o site para efetuar consultas, ou que a página da empresa seja configurada como a inicial do browser no computador dos colaboradores.

Isso acaba gerando um grande tráfego sem qualquer relevância para os indicadores. Para resolver essa situação, basta configurar os filtros de acesso. Crie esse filtro e cadastre o IP fixo da rede da sua empresa; em seguida, exclua todo o tráfego originado por esse IP.

Quando trabalhamos com dados precisos e que impactam nas diretrizes e estratégias da empresa, manter esses dados os mais fieis possíveis deve ser uma conduta corriqueira.

Dica #5: Mantenha o foco no seu público

Para aumentar o número de visitas ao seu site, é necessário compreender algumas informações relevantes sobre o seu público, como:

  • Como eles chegaram até a sua página?
  • O que o usuário mais buscou no seu site?
  • O que ele faz depois de acessar esse conteúdo?

Ao buscar a resposta a essas perguntas, é possível compreender as necessidades dos visitantes e o que você pode mudar para melhorar a experiência do usuário. Se você percebe que depois de acessar o conteúdo buscado ele sai do site, é possível que você tenha que aprimorar o seu Call to Action, por exemplo.

Aqui a nossa dica é o recurso de análise de página do Google Analytics, que mostra uma espécie de mapa de cliques dos visitantes no seu site.

E aí, o que achou dessas dicas? Espero que elas tenham sido úteis para você!

Ah, lembrando que é fundamental que você tenha um planejamento de Marketing Digital para fortalecer sua marca e aumentar seus negócios no ambiente digital. Se você ainda não tem um planejamento ou quer aprimorá-lo, confere esses 8 passos bem simples para fazer um excelente planejamento de Marketing Digital!

Bruno Gomes Dias

Bruno Gomes Dias

Criador do blog Dose de Marketing, ajuda Pequenas e Médias Empresas a utilizarem o Marketing Digital da forma correta para gerar negócios por meio da internet.

Ler mais